[Discussão-Executiva] 52. Consulta à Executiva nº52/2018 – Autoriza plantões ampliados nos dias 4/12


Prezados(as) Coordenadores(as),


Por ordem do Coordenador Cristiano, encaminho a consulta como segue:


“Prezados(as):


diante da anunciada convocação de assembleia geral do Sindjus/DF, maior sindicato da Federação, na próxima terça, 4/12, para discutir proposta de desfiliação da Fenajufe, iniciativa que, caso concretizada, enfraqueceria a entidade sindical nacional da categoria em uma conjuntura de diversos ataques a direitos;


considerando a necessidade de a direção da Fenajufe defender a unidade e coesão nacionais da categoria em sua entidade nacional, respeitada a autonomia de cada sindicato de base;


considerando a convocação de reunião do coletivo jurídico do Fonasefe para os dias 13 e 14/12, espaço onde se fará a discussão das iniciativas jurídicas para defesa e busca de direitos para os trabalhadores do serviço público, bem como a convocação de ato público nacional "em defesa do serviço público" pelo FONASEFE na Câmara dos Deputados no dia 12/12, às 9h;


consulto a direção a respeito da realização de plantões ampliados


1) no dia 4/12 (AG convocada pelo Sindjus/DF para discutir desfiliação da Fenajufe);

2) nos dias 12 a 14/12 (ato público e coletivo jurídico do FONASEFE).


Ass:

Coletivo Luta Fenajufe (Cristiano, Saulo, Elcimara, Adilson e Helênio)


Os(as) Coordenadores(as) poderão se posicionar até amanhã, 29/11, quinta-feira, às 14 horas votando SIM, NÃO ou ABSTENÇÃO.


Atenciosamente,


Eliane Mendes

Secretária Política



Regime de votação




Cristiano Moreira

28 de nov de 2018 13:49 (Há 1 dia)



Coletivo Luta Fenajufe (Cristiano, Adilson, Elcimara e Saulo), como proponente da consulta, vota SIM para as duas propostas.

_____________________________________________________

Marcelo Melo

28 de nov de 2018 14:00 (Há 1 dia)



Voto SIM, sem a menor sombra de dúvida. Essa equivocada discussão da diretoria do Sindjus-DF, é um risco grave a nossa representação e consequente fator enfraquededor da categoria como um todo.


____________________________________________________________________________


Glaucio Luiz da Silva

28 de nov de 2018 15:45 (Há 1 dia)


voto SIM


____________________________________________________________________________


Marcos Santos

28 de nov de 2018 16:09 (Há 1 dia)



VOTO SIM



____________________________________________________________________________


Marcelo Rodrigues Ortiz

28 de nov de 2018 17:08 (Há 1 dia)


Voto sim.


____________________________________________________________________________


Mara Rejane Weber

28 de nov de 2018 17:14 (Há 1 dia)


Coletivo Democracia e Luta (Aristéia, Mara e Ronaldo) votam sim.

Abraço

Mara Weber


____________________________________________________________________________


Professor Gerardo Lima

28 de nov de 2018 19:18 (Há 1 dia)



Voto sim.

Att.,


Gerardo


____________________________________________________________________________


Rodrigo Peixoto

13:54 (Há 8 horas)



Item 1 – assembleia do Sindjus-DF dia 04/12 : A. Considerando que os plantonistas e os coordenadores que residem no DF somariam cerca de 6 diretores, número que nos parece suficiente para uma participação/manifestação pela diretoria da Fenajufe, a depender de como fosse dialogada a atuação da diretoria executiva nesse caso. B. Considerando que é necessário trabalhar de forma integrada, pois a diretoria da Fenajufe é uma só, e que não é razoável atuar de forma desordenada, sem diálogo, estratégia, convergência ou planejamento prévio. C. Considerando se tratar de questão interna corporis do sindicato, com nenhum espaço previsto para os coordenadores na AGE, e baixa probabilidade de se influenciar de última hora uma decisão dos filiados ao SINDJUS/DF, havendo considerável risco de produção de efeito contrário em caso de mera retórica, e que tudo isso acentua a necessidade de uma ação coordenada e mais precisa e qualificada. D. Considerando que a ida indiscriminada de diretores em diferentes linhas de trabalho, discurso e atuação, além de se mostrar dispendiosa, pode demonstrar mais desorganização, depondo contra a entidade e motivando ainda mais a crítica insurgente. E. Considerando que a providência tomada dessa forma passaria uma impressão de desespero, realçando ainda mais que o tempo para a atual gestão da FENAJUFE trabalhar em prol da unidade da categoria já teria se esgotado. F. Considerando que essa linha de trabalho ao invés de corroborar com o fim pretendido, pode precipitar a implosão da unidade formal então existente, sem trazer resultados positivos para o seu fortalecimento e manutenção. Os coordenadores Alisson e Rodrigo Peixoto votam NÃO em relação ao item 1 Item 2 – Ato público/jurídico FONASEFE dias 12 a 14/12 A. Tratando-se de ato público, para o simples acompanhamento/coordenação bastaria a presença dos plantonistas. Se não houver servidores da base que possam participar do ato público no próprio DF onde será realizado, não faz sentido pagar passagens a diretores que não terão muito o que coordenar no evento, nem farão volume, sendo que um ônibus por exemplo levaria muito mais participantes de locais próximos ou do próprio DF a um custo muito menor. B. Essa situação também induz à constatação de que da parte do PJU/MPU a mobilização proposta se encontra insipiente/sem base, o que demanda revisão, não sendo razoável apenas seguir adiante nessa linha de trabalho como se nada pudesse ser aprimorado e melhor comunicado, dando a entender que funciona perfeita e efetivamente quanto ao pretendido. C. Além disso, depois de tanto tempo atrelados ao FONASEFE, não temos relatório sobre a efetividade das ações em benefício da categoria derivadas da relação com o referido fórum, até para respaldar e motivar a participação de nossas entidades de base filiadas, por meio de seus próprios filiados. Insistir em tal linha de ação pode ao contrário, até mesmo passar a impressão de que nossa base é massa de manobra em número e recursos financeiros para atingir objetivos pré elaborados e a nós encaminhados sem real formulação ou participação da nossa base, atendendo a interesses de organizações de maior abrangência política, como partidos políticos, sem análise e real validação, assentimento ou participação pela nossa verdadeira base. D. Por sua vez, o coletivo jurídico da Fenajufe foi realizado muito recentemente, sendo necessária maior motivação para se autorizar o custeio da viagem de toda a coordenação e suplência da diretoria executiva da Fenajufe a outro evento tão próximo para tratar de praticamente as mesmas questões, inviabilizadas as que se destinam ou particularizam com o PJU/MPU por se tratar de fórum mais amplo. Nesse sentido, os coordenadores Alisson e Rodrigo Peixoto votam NÃO em relação ao item 2.


Força Política Liberta FENAJUFE


____________________________________________________________________________


Júlio Brito

13:55 (Há 8 horas)




Os integrantes do Coletivo Liberta Fenajufe, Júlio Brito e Vicente Sousa, votam NÃO às propostas da presente consulta pelas razões abaixo:


1. Não cabe aos coordenadores da Fenajufe patrulhar a base do Sindjus-DF ou quaisquer bases dos sindicatos filiados. Devemos respeitar a autonomia das entidades e os servidores do PJU e do MPU;


2. Inadmissível a insensibilidade de alguns dirigentes, apesar do clamor das bases sindicais que se insurgem contra a ineficiência, inefetividade, inoperância e obsolescência desta Entidade e contra a priorização de pautas que poderiam/deveriam ser defendidas por militantes e/ou filiados a partidos políticos;


3. Os servidores do PJU e do MPU devem ter o direito de decidir, sempre que quiserem, se o sindicato ao qual são filiados deve permanecer ou não fazendo parte desta Federação. Nesse passo, parabenizamos a atual gestão do Sindjus-DF, que acolheu o anseio da base e inseriu a questão na pauta da assembleia do próximo dia 4;


4. Lembramos que o Sindijufe RO/AC desfiliou-se recentemente da Fenajufe;


5. A Fenajufe deve operacionalizar os recursos financeiros da categoria dos servidores do PJU e MPU com equilíbrio, racionalidade e economicidade. Assim sendo, os plantonistas das semanas e os coordenadores residentes em Brasília poderão, querendo, participar do Ato de 12/12/2019 e da reunião do Coletivo Jurídico do Fonasefe sem necessidade de proporcionar maiores despesas para a Federação e de “plantões ampliados”.


Brasília-DF, 29 de novembro de 2018.


Júlio Brito - Vicente Sousa


Coletivo Liberta Fenajufe

"O Nosso Partido é a Base!"



____________________________________________________________________________


Marcos Santos

15:08 (Há 7 horas)



Colegas

Tentando esclarecer

Eu participei nesta terça feira passada, enquanto plantonista, da reunião do Fonasefe que deliberou sobre o seminário jurídico dias 13 e 14 e ato do dia 12

O ato do dia 12 será em ambiente fechado numa das salas da Câmara. Não será ato para grande público. Pelo que entendi o publico alvo será os advogados, assessores jurídicos das entidades filiadas e os diretores das respectivas pasta. Algo em torno de 100-120 pessoas, que deve ser o mesmo publico para o seminário do dia 13 e 14


____________________________________________________________________________


Ronaldo Almeida

19:10 (Há 3 horas)


Informo alteração em meu voto. Voto não no item 1.

Voto sim no item 2.

Ronaldo.



____________________________________________________________________________


José Rodrigues Costa Neto

20:55 (Há 1 hora)



Apesar de ter perdido o horário por estar trabalhando em defesa da categoria na questão do Pro-Ser, Pro-Saúde, Eleição de Delegados Sindicais, execuções de passivos e etc, voto contra a tentativa de intervenção na assembleia do Sindjus-DF.


É preciso respeitar as entidades filiadas e as decisões de sua base. A proposta da direção do Sindjus-DF é convidar um dos coordenadores gerais da Fenajufe para representar a entidade, mas é a assembleia que é soberana que vai deliberar se a Fenajufe terá voz ou não.


Não tem sentido esse gasto abusivo, com o dinheiro das entidades filiadas que financiam a Fenajufe, para trazer todos os diretores da Fenajufe a Brasília com o objetivo de interferir nas decisões de uma entidade autônoma e de sua base.


Portanto, voto contra a proposta 1. Não à intervenção da Fenajufe nas decisões das entidades de base.



Pelas informações trazidas sobre o espaço e lugares disponíveis quanto à realização do evento em debate, voto contra a proposta 2 também.


Att.







Posts Recentes