[Discussão-Executiva] RESULTADO - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à d


Prezados (as) Coordenadores (as),



De ordem dos coordenadores Mara e Saulo, submeto à Diretoria Executiva nota de repúdio (abaixo) sobre a decisão anunciada do presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego para análise e posicionamento.


Nota de Repúdio

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e MPU – Fenajufe – e a Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados – Fenajud – vêm a público repudiar e contestar a decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego, passando suas atribuições a “outra pasta”, ainda sem definição.

Tal declaração, demonstra incapacidade do presidente eleito em entender as relações republicanas e o papel regulador do Estado nas relações trabalhistas, e demonstra desprezo pelo futuro das trabalhadoras e Trabalhadores brasileiros.

Anunciar a extinção de um ministério que há 88 anos figura como orientador da política de geração de emprego e renda, estabelecendo diretrizes protetivas e para as relações de trabalho, de cooperativismo e associativismo urbanos, é dar as costas ao principal problema enfrentado hoje pelo povo brasileiro: o desemprego.

Essa decisão se soma ao anunciado durante a campanha presidencial no sentido de acabar com todo ativismo” pois ataca a sobrevivência dos sindicatos enquanto ferramentas de construção, conquista e proteção de direitos. E denota o caráter autoritário e indisponível ao diálogo para mediar tensões do tecido social do futuro governo.

Se soma ainda, ao discurso de ataque ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE com a intenção de manipulação dos dados do desemprego no Brasil em seu futuro governo. Classificar como “farsa” os números divulgados e auditados mensalmente é mais uma vez lançar mão da desinformação e inverdade para alimentar o senso comum no entendimento dos mecanismos da República.

Tal postura não só mostra a falta de conhecimento necessário para administrar um país, como aponta para um governo cujas decisões não serão de um presidente da República e sim, de vários interesses privados guiados pelo mercado e destituídos de compromisso com os interesses da maioria do povo trabalhador.

A Fenajufe e a Fenajud repudiam a decisão anunciada, e se solidarizam com os Servidores Públicos ora destratados, desacatados por aquele que vai chefiar o Executivo a partir de 2019. São posturas lastimáveis, condenáveis e que apequenam o futuro ocupante do Palácio do Planalto.

Brasília-DF, 8 de novembro de 2018.


Os(as) Coordenadores(as) poderão se posicionar até o dia 12/11, segunda-feira, às 16 horas votando SIM, NÃO ou ABSTENÇÃO.


Atenciosamente,


Eliane Mendes

Secretária Política

61 99144 8826



Registro de votação:



From: Adilson Rodrigues

Sent: Friday, November 9, 2018 5:25 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Prezados (as),


LutaFenajufe (Adilson, Saulo, Cristiano e Elcimara) de acordo com a presente consulta.


No que for possível, seria bom agilizarmos os votos, pra garantir divulgação da consulta no site e redes ainda hoje, antes do fds, caso aprovada.


Adilson


_____________________________________________________________________________________


From: Professor Gerardo Lima

Sent: Friday, November 9, 2018 4:42 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Prezados Coordenadores,


Entendo que a medida de extinguir o Ministério do Trabalho é grave e prejudicial para os trabalhadores no Brasil, razão pela qual a nota de repúdio é adequada por parte de uma Federação de Trabalhadores. No entanto, o teor da nota evidencia o intuito prioritário de atacar o governo e não se restringe ao combate da medida.


Desse modo, a nota não dialoga com o conjunto da categoria, na qual há uma quantidade expressiva de eleitores do Bolsonaro. Esse tipo de medida acaba gerando desgaste para a Federação e não produz um resultado efetivo positivo.


A título de ilustração, cito o teor da nota técnica contrária à extinção do Ministério do Trabalho, assinada pelo MPT, pelo Coleprecor, pela Anamatra, pela ANPT e pela Abrat, como mais adequado (http://www.trabalho.gov.br/images/Imagens/Noticias/NOV-2018/nota-tecnica.pdf ). Poderíamos até ser mais incisivos, mas sem parecer utilizar a medida como justificativa para atacar o governo.


Por concordar com a publicação de uma nota, mas discordar do seu teor, vou votar pela abstenção com o intuito de construirmos algo mais próximo do pensamento médio da categoria. A insistência de uma linha excessivamente crítica pode produzir efeito contrário ao que todos desejamos.


Saudações sindicais!


Gerardo


_____________________________________________________________________________________


From: Mara Rejane Weber

Sent: Friday, November 9, 2018 7:48 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Coletivo Democracia e Luta vota Sim.

Abraço

Mara Weber


_____________________________________________________________________________________


From: Marcelo Melo

Sent: Friday, November 9, 2018 8:51 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Voto não pelo teor da nota, algo muito bem colocado pelo colega Gerardo. Como falei no grupo da executiva, a Fenajufe tem que buscar meios de dialogar com o candidato eleito, e não ficar agindo como suporte de partido de oposição. O foco da Fenajufe deve ser a categoria dos servidores do PJU/ MPU.


Em sex, 9 de nov de 2018 19:48, Mara Rejane Weber <mararejaneweber@gmail.com> escreveu:

Coletivo Democracia e Luta vota Sim.

Abraço

Mara Weber


_____________________________________________________________________________________


From: Marcos Santos

Sent: Monday, November 12, 2018 8:56 AM


Subject: RE: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


VOTO SIM


_____________________________________________________________________________________


From: Alisson Ribeiro

Sent: Monday, November 12, 2018 12:07 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Fazendo nossas as razões trazidas pelo coordenador Gerardo, os

representantes da Força Política LIBERTA FENAJUFE Alisson e Rodrigo

Peixoto votam NÂO à consulta em questão.


Força Política Liberta FENAJUFE


"O Nosso Partido é a Base!"


_____________________________________________________________________________________


From: Júlio Brito

Sent: Monday, November 12, 2018 2:36 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Os integrantes do Coletivo Liberta Fenajufe, Júlio Brito e Vicente Sousa, votam NÃO à proposta da presente consulta pelas razões abaixo:


1. A consulta em tela apresenta proposta de “nota de repúdio” contra a anunciada extinção do Ministério do Trabalho. Todavia, seu texto tem como objetivo principal atacar o futuro Presidente do Brasil eleito democraticamente pelo povo. É um verdadeiro “Cavalo de Tróia”. Tal ação é propícia ao deletério aparelhamento desta Federação, vulnerabilizando-a ante interesses escusos, alheios àqueles preconizados pela categoria dos servidores do PJU e MPU;


2. A Fenajufe não pode utilizar a sua página na rede mundial de computadores para publicar manifestações com cunho político-partidário. Não pode ser meio para fins políticos que não dizem respeito ao seu nobre mister, qual seja, representar com competência a categoria dos servidores do PJU e do MPU. Nesse sentido, evoca-se o parágrafo 1º, do artigo 1º, do Estatuto da Federação;


3. A categoria dos servidores dos PJU e MPU agoniza espaço para debates que envolvam pautas inerentes aos seus interesses. Nesse passo, é dever dos coordenadores da Fenajufe priorizar as pautas da Categoria e não ações com interesses político-partidários;


4. Desviar a finalidade política desta Federação, subvertê-la ou aparelhá-la a interesses, assuntos e/ou agendas escusas ferem de morte os verdadeiros interesses da Categoria;


5. Inadmissível a insensibilidade de alguns dirigentes, apesar do clamor da base, que se insurge contra a ineficiência, inefetividade, inoperância e obsolescência desta entidade no trato, organização, operacionalização e implemento das pautas e deliberações da Categoria;


6. Por fim, os subscritores abaixo vêm mais uma vez esclarecer aos demais coordenadores desta Executiva e a todos os servidores do PJU e MPU que manterão o compromisso de trabalhar contra a interferência político-partidária na Fenajufe sem fazer qualquer tipo de concessão.


Percebemos claramente que a intenção de diversas pessoas no nosso âmbito sindical é utilizar a categoria como “massa de manobra” para interesses escusos e que a defesa dos direitos do servidor/trabalhador é tratada somente como pano de fundo.


Seguindo a orientação dos princípios basilares da nossa Federação, manifestados pela vontade dos servidores e materializados no Estatuto, reafirmamos que, na condição de coordenadores da Fenajufe, jamais atuaremos contra ou a favor de qualquer governo, não importando a ideologia política praticada.


O nosso trabalho deve ser intenso e se ater aos interesses da categoria e, consequentemente, aos interesses da classe trabalhadora.


Brasília-DF, 12 de novembro de 2018.


Júlio Brito - Vicente Sousa


Coletivo Liberta Fenajufe

"O Nosso Partido é a Base!"


_____________________________________________________________________________________


From: José Rodrigues Costa Neto

Sent: Monday, November 12, 2018 3:53 PM


Subject: Re: [Discussão-Executiva] 49. - Consulta à Executiva nº49/2018 – Nota de repúdio e contestação à decisão anunciada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho e Emprego.


Considerando os argumentos expendidos pelos colegas Gerardo, Marcelo Melo, Alisson, Rodrigo Peixoto, Vicente e Júlio Brito, voto não à presente consulta.


Enquanto outras Federações procuram exercitar o diálogo e a abertura de interlocução com o Congresso e o novo governo para defender os interesses de suas respectivas categorias, a Fenajufe caminha a passos largos em rota de colisão e confronto, servindo mais a interesses de partidos políticos de oposição do que à categoria que representa.


Nesse sentido, sugiro que a nota atenha-se à ação em si e sua nocividade para a sociedade.


Att.


Costa Neto

Posts Recentes