[Discussão-Executiva] RESULTADO- Impugnação da Consulta à Diretoria Executiva nº 11-17 - Adoção de m

Resultado da Consulta: IMPUGNAÇÃO APROVADA POR 8 (OITO) VOTOS FAVORÁVEIS, 7 (SETE) CONTRA E 1 (UMA) ABSTENÇÃO. MATERIA REMETIDA À PROXIMA REUNIAO PRESENCIAL DA DIRETORIA EXECUTIVA.

VOTAÇÃO:

Gerardo Alves Lima Filho

Voto não à presente impugnação, em virtude dos fatos e fundamentos a seguir delineados.

O documento da Fenajufe já deveria mesmo ter sido elaborado, mas isso não ocorreu devido a procedimento de Coordenadores do próprio Liberta que optaram por, ao invés de utilizar a via institucional adequada da Federação, apresentar documento alheio à Fenajufe e criar óbices na prorrogação do contrato da assessoria Técnica da Fenajufe. Aliás, a prorrogação do contrato já foi aprovado pela Diretoria da Fenajufe e até hoje não foi implementada.

Caso o Liberta realmente tivesse interesse na aprovação do NS, deveria ter apresentado o documento para análise dos demais membros da Fenajufe na Comissão interdisciplinar. Ao invés disso, optou por se apropriar da demanda da categoria e se utilizar do nome da Fenajufe indevidamente em documento unilateral.

No mais, hoje já informamos na Comissão que o documento que está sendo preparado pelas assessorias técnica e jurídica da Fenajufe será entregue até a próxima semana e não houve qualquer resistência. Portanto, o documento técnico pode ser apresentado na próxima semana para instruir o processo a ser encaminhado para o Fórum dos Diretores-gerais sem nenhum problema.

Quanto às demais providências, podem ser adotadas dentro da urgência que o caso requer. Tudo pode ser atendido tempestivamente, conforme já demonstrado acima.

No que diz respeito às acusações esdrúxulas de sabotagem e procrastinação, informo que os procedimentos adotados por alguns membros do Liberta bem demonstram quem está boicotando não só o NS como a própria Fenajufe. Desrespeito completo aos membros da Diretoria, com o envio de documentos de maneira indevida com utilizacao também indevida do nome da Fenajufe, desconsideracao com a categoria, colocando em risco a demanda do nível superior para Técnicos, distorção de informações, vazamento de e-mails da Fenajufe, entre outras condutas, mostram qual é a agenda a que alguns se propõem.

Att.,

Gerardo

_____________________________________________________________________________________

Helenio Porto Barros

Voto não a presente impugnação, pelos fatos e fundamentos já elencados pelo Gerardo, assim como pelo fato de estar impugnação sim ser uma procrastinação ao legítimo pleito de uma categoria que vê seus coordenadores divulgando de forma irregular e-mail's sem a devida autorização do remetente.

Helenio Porto Barros Coordenador Geral.

_____________________________________________________________________________________

Glaucio Luiz da Silva

Voto não à impugnação.

_____________________________________________________________________________________

Elcimara Souza

Voto não à impugnação e ressalto que o e-mail foi encaminhado ontem e consta como prazo final para votar a data de ontem também, por isso é importante alterar a data.

_____________________________________________________________________________________

José Rodrigues Costa Neto

Voto SIM à presente Impugnação!

Antes de me ater às razões, gostaria de elogiar o brilhante trabalho desenvolvido pelo Coordenador Júlio e pelos colegas Técnicos e suas entidades, que produziram um trabalho primoroso e digno de elogios pelo Presidente da Comissão Interdisciplinar do STF e pelos seus membros.

Para quem está a criticar e tentando perseguir o Coordenador Júlio por uma ação tempestiva e correta, destaco que o documento encaminhado para TODOS os membros, ainda que contivesse alguma falha, foi determinante para o convencimento da Comissão. Foi exatamente esse documento que deu o subsídio necessário e dirimiu todas as dúvidas anteriormente apresentadas e outras mais que surgiram no dia de ontem.

A Comissão tem como prazo fatal o dia 10/02 - sexta-feira, e as duas últimas reuniões a acontecer foram a de ontem (06/02) e a de hoje (07/02), quando os trabalhos estarão encerrados, a princípio. Portanto, não havia tempo hábil para qualquer outra medida a não ser a que foi viabilizada. A não ser que a intenção fosse de não pautar o NS nessas duas últimas reuniões e prejudicar esse seguimento tão importante de nossa carreira.

Caso o DOCUMENTO "tão criticado por alguns coordenadores" e "tão elogiado pela Comissão" não tivesse sido apresentado, a Fenajufe teria passado por uma flagrante saia justa e desmoralização, pois não teria fundamentos sólidos de defesa do pleito para apresentar, mas meras conjecturas. Passaria para a Comissão e o conjunto das administrações dos tribunais superiores e do TJDFT uma imagem de amadorismo, de desconhecimento profundo do tema e de desorganização.

Informo que fui convidado a assinar a Consulta e me recusei a faze-lo por entender que, mesmo que tenha havido falhas no procedimento, não é com críticas e ataques pessoais a quem trabalha e quer fazer o melhor pela categoria que se constrói uma entidade forte, representativa e independente. Sugiro, inclusive, fazermos uma autocrítica sobre as nossas ações antes de apontar o dedo exclusivamente contra um colega que só está fazendo o melhor pela entidade e pela categoria. Se há erros, seria bom começarmos a corrigir pelos nossos antes de atacar os dos outros.

Outro dado importante a relatar é o fato de que a última reunião da Comissão Interdisciplinar ocorreu faz cerca de dois meses, tempo suficiente para a adoção de providências junto à AJN e à Assessora técnica contratada, caso os subscritores da Consulta estivessem realmente interessados em defender o pleito e produzir um documento supervisionado por esses setores.

Destaco mais uma vez: foi primoroso e brilhante o trabalho realizado e os fundamentos do documento apresentado.

Assim, em que pese algumas falhas de procedimento, Voto SIM pela Impugnação e NÃO para a Consulta, por estar a Consulta lastreada e fundamentada em falsas premissas.

E digo mais, caso o documento não tivesse sido apresentado tempestivamente como o foi, a urgência para analisar o pleito do NS pela Comissão teria sido fulminada e a Fenajufe seria eternamente responsabilizada por ter concorrido para o insucesso de uma demanda tão importante e expressiva da nossa categoria.

NS JÁ!!!

Att.

Costa Neto

_____________________________________________________________________________________

Ronaldo Almeida

Voto sim pela impugnação.

Ronaldo

_____________________________________________________________________________________

Mara Rejane Weber

Voto pela Abstenção.

Abraço,

Mara Weber

_____________________________________________________________________________________

Vicente Sousa

O Coletivo Liberta Fenajufe vota SIM em resposta ao pedido de impugnação à Consulta 11/2017, com as mesmas fundamentações que embasam o ato contestatório.

Alisson Ribeiro - Júlio Brito - Rodrigo Peixoto - Vicente Sousa

Coletivo Liberta Fenajufe

"O Nosso Partido é a Base!"

_____________________________________________________________________________________

Cristiano Moreira

Voto NÃO à impugnação pelo coletivo Luta Fenajufe.

Acrescento que o documento em questão foi objeto de críticas e correções na reunião de hoje da Comissão, o que poderia ter sido evitado caso seguido o procedimento correto e o debate coletivo na direção.

Destacaria o trecho onde, inacreditavelmente, é defendida a perda de direitos adquiridos pelos servidores que hoje recebem AQ de nível superior (o documento propõe a absorção gradativa dessa rubrica, o que foi refutado até pela administração, visto que acarretaria perda de um direito adquirido, que deve ser mantido na forma de VPI).

Não entendo qual a objeção em aperfeiçoar o documento, com auxílio da assessoria especializada (justamente para evitar absurdos constrangedores como esse), algo que a própria Comissão já aceitou, conforme dito na reunião de ontem.

_____________________________________________________________________________________

Marcos Santos

Colegas

Vamos analisar os fatos. A deliberação que tínhamos era no sentido de que no retorno dos trabalhos na comissão interdisciplinar, deveríamos debater o NS e

Acontece que hoje terminou os trabalhos da comissão e a Federação não apresentou nenhum documento substitutivo que fizesse valer nosso ponto devista

Assim acredito que de forma transversa e desrespeitosa os dirigentes agiram de forma não muito republicana e merecem nosso repúdio e que na proxima reunião da executiva possamos avaliar melhor essa situação

Posts Recentes

MCS LIBERTA BRASIL

  • Grey Twitter Icon