[Discussão-Executiva] 3. RESULTADO - Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a


Prezados (as) Coordenadores (as),


Por determinação do Coordenador Rodrigo Peixoto, encaminho a consulta como segue:


“Considerando que os Coordenadores de Comunicação têm como prerrogativa a autonomia para decidir sobre a relevância, o período e a forma de qualquer publicação que trate dos interesses diretos da categoria, mas não possuem autorização para falar em nome da Diretoria Executiva;


Considerando que não consta do rol de atribuições elencadas no estatuto da FEDERAÇÃO, referentes aos Coordenadores Gerais ou a qualquer Coordenador Executivo, a competência para emitir manifestações de apoio ou repúdio em nome da FENAJUFE sem a deliberação da Diretoria Executiva;


Considerando que a Diretoria Executiva criou um mecanismo extremamente ágil e específico para deliberações urgentes sob a forma de Consulta por e-mail;


O Coletivo Liberta Fenajufe propõe:


A retirada urgente da notícia publicada nessa quarta-feira, 18 de janeiro de 2017, no site da FENAJUFE sob o título “NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS”, tão logo expire o prazo de 24 horas desta Consulta, até que este Colegiado delibere legitima e democraticamente sobre referendar ou não a sobredita moção de repúdio.”


Os coordenadores terão o prazo de 24 horas, até sexta-feira, amanhã, 20/01, às 18h45min para votarem nas opções SIM ou NÃO ou ABSTENÇÃO.


Atenciosamente,


Eliane Mendes

Secretária Política




Registro de Votação:



Em nome de Glaucio Luiz da Silva Enviada em: quinta-feira, 19 de janeiro de 2017 20:04 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


Prezados, a consulta feita por WHATSAPP no grupo da EXECUTIVA não foi lida, manifesta ou rechaçada por outros coordenadores participantes do grupo, senão vejamos:


no dia 17/01/2017 - ÀS 15:14, o colega CRISTIANO, propõe nota de repúdio `a prisão e criminalização dos movimentos sociais sendo ele integrante da Coordenação de Comunicação;


SAULO posicionou-se às 17:14 - solidário à proposta de Cristiano, destacando a repressão sofrida pela polícia quando do nosso movimento de 2015/2016, alertando para a inclinação de ampliação desta repressão para 2017;


conversando com José Aristéia, o outro Coordenador de Plantão, às 18:18 horas postei favoravelmente e de acordo à emissão da NOTA DEFENDENDO A LIBERDADE DE MANIFESTAÇÃO, repudiando A CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS, uma vez que diz respeito a todas as entidade, movimentos, categorias, seguimentos trabalhistas e à sociedade como um todo, abrangendo todas as suas esferas;


às 22:50 horas do dia 17/01/2017, MARA postou informe de proposta de texto e às 22:54, CRISTIANO informou que a proposta estava no GRUPO DE COMUNICAÇÃO;


no dia 18/01/2017, não houve nenhuma manifestação contrária a emissão da nota no grupo da EXECUTIVA NO WHATSAPP, face a necessidade de acompanharmos os acontecimento, principalmente neste tempo de luta contra a PEC de desmantelo da PREVIDÊNCIA, bem como face a celeridade em promover a divulgação dos fatos sociais que podem repercutir em todos nós, em nossa categoria, em nossa família, em nossa vida, INCLUSIVE com repressão aos MUITOS MOVIMENTOS E LUTAS que ainda deveremos travar, foi feita a publicação.


Diante do exposto, VOTO NÃO à retirada da nota.


Gláucio Luiz da Silva


_____________________________________________________________________________________


Em nome de Mara Rejane Weber Enviada em: quinta-feira, 19 de janeiro de 2017 20:06 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


Coletivo Democracia e Luta vota NÃO (Aristéia, Mara e Ronaldo).

Abraço,

Mara Weber


_____________________________________________________________________________________


Em nome de Marcos Santos Enviada em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 10:18 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


Colegas

Até onde entendo do papel da nossa federação e dos sindicatos a ela filiados, não vislumbro qualquer prejuizo que a publicação da matéria veiculada venha nos causar. Muito pelo contrario, houve uma agressão aos trabalahadores e portanto, toda e qualquer violência a classe trabalhadora deve ser denunciada.

Assim voto NAO a retirada da matéria

Marcos


_____________________________________________________________________________________


De: executiva-fenajufe@googlegroups.com [mailto:executiva-fenajufe@googlegroups.com] Em nome de Saulo Arcangeli Enviada em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 11:14 Para: Executiva Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


O LutaFenajufe(Adilson, Cristiano, Elcimara e Saulo) vota Não a retirada da matéria.


_____________________________________________________________________________________


Em nome de Cristiano Moreira Enviada em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 13:34 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


Em adendo ao voto de nosso coletivo, já registrado, lembro que a proposta de nota de repúdio foi apresentado por mim no grupo da executiva da Federação, sem NENHUMA manifestação contrária. Diante disso, com aval, ainda, dos plantonistas, foi redigida proposta que, em seguida, ainda foi enviada à Coordenação de Comunicação. Na Coordenação de Comunicação, a nota foi aprovada pela maioria de seus membros, sofrendo inclusive pequenas alterações, não havendo mais uma vez NENHUMA manifestação contrária até sua publicação. Apenas após publicada a nota de repúdio, houve contrariedade manifestada pelo Vicente que, ainda assim, é uma manifestação minoritária.


Naturalmente, a defesa dos movimentos sociais frente a sua criminalização, sendo a Fenajufe parte desse amplo espectro, é nossa obrigação. Não esquecemos que a própria categoria foi vítima da mesma repressão em período recente e, não resta dúvida, na luta contra a reforma da Previdência a repressão deve se agravar. Não bastasse a óbvia necessidade de nos manifestarmos frente aos fatos, já que o debate foi para o aspecto legal e formal, é importante destacar que o próprio estatuto prevê, dentre os objetivos da Fenajufe, "apoiar todas as iniciativas e lutas dos trabalhadores e do movimento popular que visem a melhoria e a elevação das condições de vida do povo brasileiro" e "promover ampla e ativa solidariedade com as demais categorias de trabalhadores, buscando elevar seu grau de unidade, tanto em nível nacional, quanto internacional, e prestar apoio e solidariedade aos povos do mundo inteiro que lutam contra todo tipo de exploração do homem pelo homem".

Até a Globo News teve que ceder e, em algumas manifestações, reconhecer a arbitrariedade de uma prisão levada a efeito contra um ativista que buscava negociar com as autoridades na iminência de uma reintegração de posse violenta. Nesse contexto, é estarrecedor ver que, na direção de uma Federação Nacional de Trabalhadores, haja quem prefira ficar ao lado da polícia nesse tipo de situação, uma postura que, como vimos, é coibida inclusive pelo nosso estatuto.


Ainda que a consulta virtual tenha sido decidida já, rejeitando a proposta, espero que a demanda possa ser apresentada presencialmente na reunião de amanhã, a fim de fazer o debate ao vivo e deixar nítidas todas as (MUITO) diferentes linhas de pensamento presentes na direção.


Cristiano Moreira


_____________________________________________________________________________________


Em nome de Gerardo Alves Lima Filho Enviada em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 15:57 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


Prezados,


A consulta em tela envolve aspecto sensível da atuação da Fenajufe. Sem dúvidas, não podemos atuar como uma ilha isolada dos demais acontecimentos da nossa sociedade em um viés exclusivamente corporativista.


Mesmo à distância e acompanhando pela imprensa, aparentemente a prisão do Guilherme Boulos foi arbitrária. E o recrudescimento da violência policial em nosso país tem inclusive atingido nossa categoria nas manifestações contra a retirada de direitos pelo governo federal.


No entanto, não podemos querer abarcar todo o Mundo na nossa atuação, sob pena de não conseguirmos atender as demandas específicas da nossa categoria. Para fazer uma nota dessa natureza, seria necessário um aprofundamento sobre o que realmente ocorreu e os motivos pelos quais a prisão foi ilegal. Só que esse esforço é incompatível com um fato sem um nexo direto com os servidores do PJU e do MPU.


Além disso, precisamos de um critério para definir quando atuar. Emitiremos notas em todos os atos contra o movimento social e contra os direitos humanos? Faremos nota contra a situação carcerária no nosso país, que envolve inclusive fatos muito mais graves do que uma prisão? Faremos nota contra os crimes ambientais graves?


Todos esses temas são relevantes para a nossa sociedade. Mas não temos fôlego e nem é o objetivo da Fenajufe atuar em cada um deles, ainda que cada Coordenador possa atuar nessa esfera em instâncias mais apropriadas e legítimas, como partidos políticos, ONGs etc.


Não queremos, com isso, polemizar nem restringir excessivamente o espectro de atuação da Fenajufe. Mas nos parece haver a necessidade de uma concentração maior naquilo que interessa diretamente à nossa categoria.


No mais, a nota com conteúdo evidentemente político não passou por deliberação da Diretoria Executiva. Quando colocada no grupo de WhatsApp, não nos manifestamos para evitar celeumas desnecessárias e porque o efeito prático dessas notas é bem pequeno, além de o grupo de WhatsApp não ser meio de deliberação da Diretoria.


E nos preocupa o fato de estarem sendo publicadas matérias no site da Fenajufe com conteúdo político sem passar pela Diretoria. Esta semana também foi publicada uma matéria de participação da Fenajufe no Fórum Social das Resistências. Inclusive, desconhecemos deliberação da categoria no sentido de que a Fenajufe participe desse Fórum, que aparentemente é muito mais próximo de um partido político específico.


Nesse ponto, ressaltamos todo o respeito que temos pela Coordenadora Mara. A atuação dela foi legítima, só entendemos que para se colocar a Fenajufe como participante de um Fórum é preciso debate prévio.


Enfim, nossa manifestação busca mais uma reflexão sobre o papel e forma de atuação da Fenajufe. Com isso, levando em consideração que a matéria já foi publicada há alguns dias, que houve participação na elaboração dela de grupos diversos (Democracia e Luta, Luta Fenajufe e Fenajufe sem Correntes) e que a retirada neste momento apenas poderia causar acirramento de ânimos, votamos não na presente consulta. No entanto, ficam os nossos comentários como ponto de reflexão para as próximas vezes.

Att.,

União por Justiça (Gerardo, Marcelo Melo e Rodrigo Carvalho)


_____________________________________________________________________________________


Em nome de Jose Everson Nogueira Reis Enviada em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 17:56 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


A Força Política Liberta Fenajufe vota SIM em resposta à consulta em tela com a seguinte argumentação:


Alisson Ribeiro - Julio Brito - Rodrigo Peixoto - Vicente

Coletivo Liberta Fenajufe

"Nosso Partido é a Base!"


1- O Grupo de WhatsApp não foi escolhido pela Diretoria Executiva como instância consultiva ou deliberativa e não conta com a participação de todos os Coordenadores. Sendo assim, nenhum argumento é capaz de conferir legitimidade para qualquer decisão tomada pelo referido meio virtual.


2- A promoção de uma Consulta Virtual pode ser realizada em apenas 24 horas, sendo um meio ágil e legítimo para todas as questões urgentes e relevantes;


3- A manutenção da referida notícia sem a deliberação da Diretoria Executiva sobre seu mérito ofende a representatividade desta FEDERAÇÃO e os princípios democráticos que norteiam sua constituição, além de ferir frontalmente o art. 26 de seu estatuto:


"Art. 26 - Compete à Diretoria Executiva, coletivamente:


I - Cumprir e fazer cumprir este Estatuto, os Regulamentos e as Normas administrativas da FENAJUFE, bem como as deliberações de suas Plenárias Nacionais e Congressos."



4- Apoiar Movimentos Sociais, quaisquer que sejam sua natureza e finalidade, requer crivos sensores seguros, democráticos, legitimadores e consonantes com a vontade política da categoria dos servidores do PJU-MPU, a qual possui fartos canais para apreciação da matéria, os quais foram violentamente escoimados com a publicação da nota referente ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MTST) no site da Fenajufe, e o pior, um movimento que jamais apoiou demanda dos servidores do PJU-MPU.


5- A Fenajufe não pode ser meio para fins políticos que não dizem respeito ao seu nobre mister, qual seja, representar com competência a categoria dos servidores do PJU e do MPU.


Alisson Ribeiro - Julio Brito - Rodrigo Peixoto - Vicente

Coletivo Liberta Fenajufe

"Nosso Partido é a Base!"


_____________________________________________________________________________________


Em nome de Adriana Faria Enviada em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 17:54 Assunto: Re: [Discussão-Executiva] 3. Consulta à Executiva nº03/2017 - Retirada do site da Fenajufe a matéria "NOTA DE REPÚDIO À CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS" até deliberação da Diretoria Executiva


Prezados,


Quanto à questão, de fato, o Coordenador Cristiano apontou a sugestão de uma Nota de Repúdio no grupo de Whatsapp da Executiva.


A Coordenadora Mara, por sua vez, reforçou a proposta.


Houve notícia de que uma minuta estaria sendo encaminhada ao Grupo de Comunicação, no entanto, não vi a versão final sendo disponibilizada para os demais Coordenadores.


Destaco, por oportuno, que não houve qualquer objeção apresentada até então.


A meu ver, e como já havia anteriormente destacado, os grupos de Whatsapp e de e-mail da Executiva constituem indubitavelmente instrumentos de trabalho dessa Diretoria, haja vista, a dificuldade de estabelecermos contato pessoal, diante das diversas localidades em que residem os Coordenadores.


Há poucos dias, inclusive, destaquei que muitos Coordenadores não participam ativamente dessas ferramentas, de forma a colaborar com as atividades desenvolvidas, o que compromete sobremaneira nosso trabalho. Fiz um apelo mencionando o deserto em que nos vemos, muitas vezes, diante da ausência dos colegas.


Eu mesma já postei diversas mensagens em ambos os grupos, relatando dificuldades, atividades, sugestões sem obter respostas de nem mesmo 50% dos Coordenadores.


Portanto, não há que se ignorar esses instrumentos e devemos sim realizar os debates antecipadamente para não nos vermos em situações como essa e também para não atravancarmos ainda mais a atuação da Federação. É preciso maior envolvimento.


Por outro lado, corroboro toda a explanação feita pelo Coordenador Gerardo acerca da necessidade de estabelecermos foco em nossa atuação e meios mais idôneos para nossa manifestação enquanto Federação, sobretudo em matérias que não digam respeito "especificamente" à categoria que representamos, embora tenham relevância em aspecto geral.


Essa consulta, sem dúvida, serve a diversas reflexões...


Voto simbolicamente pela retirada da matéria em questão por entender que demandaria apreciação coletiva.


Att.

Adriana Faria







Posts Recentes